quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Felicidade 
É abraçar o infinito, 
Jogar-se na vida, 
Dançar na chuva
Cheiro de café e terra molhada
Lambuzar com uma casquinha
Sonhar alto
Voar com os pés no chão
E o mais importante:

Estando nos teus braços

segunda-feira, 4 de dezembro de 2017

Desnudou-me com o olhar, 
não meu corpo, 
mas sim a minha alma
Do teu coração, 
saiu os maiores gestos de amor
Com tuas mãos, 
aninhou-me pra dentro de ti
E foi no encontro dos teus lábios 
que senti o sabor da vida...

sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Saudade: quando fecho os olhos e sinto tuas palavras tocando minha alma e abraçando meu coração

sexta-feira, 17 de novembro de 2017


Abristes a porta
Olhou-me por dentro
E quis ficar...
Enxergastes minha alma
Desvendou meus segredos
E quis ficar...
Tocou meu coração
Percebestes as cicatrizes
E quis ficar...
Sentistes minhas inseguranças
Entrelaçou tuas mãos nas minhas 
Abraçou-me no silêncio...


E ficou!

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Para viver a vida



Despeço-me silenciosamente,
Sem criar alarde
Despeço-me à luz do dia,
Sem ilusões
Despeço-me por um momento,
Necessito de uma pausa
Despeço-me para viver a vida,
Amar e ser amada
Despeço-me como o vento,
Deixando folhas espalhadas
Despeço-me com cheiro de chuva
E de terra molhada...


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Uma (quase) declaração de amor



Saberás que te amo
Ao olhar nos teus olhos
Acariciar teus cabelos
E segurar tua mão

Saberás que te amo
Quando viajar nos teus sonhos
Pousar no teu ninho
E aconchegar-me nos teus braços

Saberás que te amo
Ao enfrentarmos a vida
Confiar em você
De olhos vendados

Saberás que te amo
Quando o sol se por
A lua brilhar
E ao nascer um novo dia

Saberás que te amo
Na quietude do silêncio
No barulho do vento
E no cheiro da chuva

Saberás que te amo
Ao ouvir tua história
Ser solidária 
E não julgar teu passado 

Saberás que te amo
Quando rir das tuas piadas
Sorrir ao estar do teu lado
E sentir saudades sorrindo

Saberás que te amo
Ao sentir minha presença
Tocando teu corpo
Mesmo distante

Saberás que te amo
Quando eu NÃO  disser eu te amo
Mas sim, com a simbiose das nossas almas 
E com o grito do meu coração 





domingo, 12 de novembro de 2017

Quando o silêncio fala...




É no silêncio que 
as almas se encontram
É no silêncio que 
as almas se tocam
Temos o mar, a brisa,as ondas
É no mar
que nos encontramos
É no toque da brisa
que nos abraçamos
É no som das ondas 
que os anjos falam: 
“-Foram destinados um ao outro”
É na luz das nossas almas
que nossos anjos se unem
E é na paz desse silêncio
que nos amamos!